Programa Calçada Nova recuperando passeios com agregado reciclado e apoio da comunidade de Ermelino Matarazzo

A prefeitura de São Paulo, por meio da secretaria de coordenação das prefeituras regionais, organiza o mutirão Mario Cova, promovendo a qualificação de moradores para a recuperação de passeios em frente as casas e outras melhorias para a circulação de pedestres.

A ação é uma colaboração da Prefeitura de São Paulo em parceria com fornecedores de cimento, da ABCP e da Associação Brasileira para Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolição- ABRECON, doadora de pedra e areia reciclada para a construção e reforma das calçadas.

De acordo com o presidente da ABRECON, Hewerton Bartoli, o agregado reciclado, além de mais sustentável que o agregado natural, é mais barato e eleva a produtividade das obras.

No caso da pedra e da areia reciclada, o produto é 40% mais barato que o agregado natural e ainda não ocupa lugar de destaque nas obras municipais, ou seja, não é usado em pavimentação ou outros tipos de obras.

O agregado reciclado é oriundo da reciclagem de resíduos da construção civil e demolição – RCD, o popular entulho. A reciclagem de entulho, além de dar cabo a um resíduo generoso nas grandes cidades, gera trabalho, emprego e renda, transformando problema (o entulho ou o descarte incorreto) em oportunidade (agregado reciclado), reduzindo a exploração de pedra da pedreira e areia de rios.

A ação da Abrecon visa dar publicidade a um produto que hoje não é comum nas obras e, assim, criar essa demanda para obras de pavimentação, correção, tapa buraco, terraplenagem, preenchimento de valas, gabiões, base e sub-base. A ideia é também chamar atenção do problema do entulho na cidade, algo em voga e amplamente discutido no parlamento paulistano.

 

Fonte: Abrecon em 09 de abril de 2017

Recommended Posts

Deixe um comentário